Colunistas >> Lise Longo

Personalização: O inimigo nº 1 da venda rápida

01 de mai de 2012 | Por: Lise Longo

Você acabou de adquirir um imóvel vazio e vai decorá-lo. Nesta hora a primeira coisa que pensamos é como deixá-lo com a nossa cara, adaptado aos nossos gostos pessoais e modos de vida. Isso é natural. Há quem deseje derrubar as paredes para integrar ambientes, outros preferem pintar uma parede com uma cor marcante... o fato é que existem mil maneiras de se personalizar um ambiente, tornando-o único e exclusivo.

Mas na hora de repassar o imóvel adiante... Será que você vai encontrar alguém igualzinho a você? Com a mesma cor preferida, com os mesmos hábitos e manias, com o mesmo estilo de viver? Só contando com a sorte, ou irá esperar muito...

É por isso que ao tomar a decisão de colocar seu imóvel a venda, se o intuito é vender rápido, faz-se importante descaracterizá-lo, isto é, deixá-lo com uma aparência impessoal, que agrade a um número maior de pessoas.

O que torna um imóvel impessoal

São 4 os itens principais que contam neste tipo de avaliação. São eles:

  • Planta do imóvel
  • Acabamentos
  • Moveis embutidos
  • Decoração

Planta do imóvel

Quanto mais convencional, melhor: cozinha, área sala de estar com jantar, suíte mais 1 ou 2 dormitórios, 2 garagens. Se você demoliu todas as paredes do seu apartamento transformando-o num loft saiba que a grande maioria dos compradores não busca por este tipo de configuração, mais adequada para pessoas que moram sozinhas, sem filhos, por exemplo. Ambientes mais retos, sem curvas e/ou ângulos também são preferidos.

Imóveis com plantas muito diferenciadas, ou sem um dos ambientes básicos - uma área de serviço, por exemplo - são mais difíceis de vender. Fonte da imagem: Google Images

Acabamentos

Cerâmica ou porcelanato nos pisos, paredes e tetos lisos - tudo em tons claros - banheiros com azulejos brancos e sem muitos detalhes. 

Revestimentos com cores fortes e paredes coloridas estão vetadas. Fonte da imagem: Google Images

Móveis embutidos

De preferência devem ser brancos ou em cores madeiradas claras ou medias, bem aproveitados e limpos, com acabamento em fórmica ou melanina, em estilo clean (sem muitos detalhes). Cortinas leves também são as mais indicadas. Deve-se retirar ou neutralizar tudo que se destacar demasiadamente para deixar o espaço aparecer.

Evite papeis de parede e móveis muito estilizados. Se não for o estilo do cliente a proposta dificilmente virá pelo valor desejado. Fonte da imagem: Google Images

Decoração

Sem excessos: diminua a quantidade de porta-retratos, de objetos pessoais e de valor simbólico, obras de arte inclusive. Inconscientemente, para que o visitante se interesse, ele precisa se identificar com este possível novo lar, mas quando os ambientes estão repletos de coisas pessoais dos moradores atuais, esta identificação fica prejudicada.

Os excessos, além de distrairem o visitante, não agregam valor algum ao imóvel. Desapegue-se. Fonte da imagem: Google Images

Como saber se meu imóvel precisa ser despersonalizado

Antes de divulgar que o seu imóvel está a venda, você pode solicitar a visita do seu corretor de confiança, que irá lhe dizer se a planta e os acabamentos do seu imóvel se enquadra ou não ao padrão mais procurado pelo mercado. Caso ele identifique problemas, é hora de consultar um home-stager - profissional da área de arquitetura e design de interiores com foco em valorização imobiliária – que lhe fornecerá um diagnóstico completo e poderá realizar esta transformação.


Participe enviando seu comentário ou dúvida

Envie um e-mail para contato@LLfastdesign.com ou deixe um comentário abaixo. Será um prazer respondê-lo(a).

E até a próxima semana!

  • Imprimir