Notícias >> Organização

Saiba quando trocar alguns objetos que você tem em casa

28 de jun de 2012 | Por: Seu Lar Aqui

Há quanto tempo você não troca sua escova de dentes? E aquela esponja que você lava a louça todos os dias? Se você faz parte da turma que vai usando... usando... usando esses objetos até se desintegrarem, fique atento: eles têm prazo de validade e, se não forem trocados, acumulam bactérias e outros micro-organismos.

"Devemos prestar atenção nas coisas que temos em casa. Alguns objetos podem acumular fungos e bactérias. A tábua de cortar carne, por exemplo, não pode ser de madeira, e é o que a maioria tem. A madeira acumula muitos micro-organismos. O ideal é comprar uma tábua de plástico ou vidro mais resistente", explica a farmacêutica Kelly Cristiane Gusso Braga, do Centro de Saúde Ambiental da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Curitiba. A madeira ainda fixa as manchas dos alimentos e guarda os odores das comidas.

Outro item que faz parte da cozinha, sempre muito utilizado para guardar comida ou simplesmente reservar um alimento, são os recipientes plásticos. "Eles não têm prazo de validade, mas quando estão muito usados têm um aspecto envelhecido e muitas ranhuras. O ideal é trocá-los assim que começarem a deformar", conta a farmacêutica.

Outras dicas

Esponja de lavar louça: a esponja é um grande foco de contaminação. O ideal é utilizá-la durante uma semana. A esponja entra em contato com a água, com o resto de alimentos, e tudo isso vai se acumulando na esponja.

Esponja de banho: embora não exista um tempo de validade ideal, é válido o bom senso: quando ela começar a perder o formato ideal, abandone-a. "A bucha fica úmida e acumula fungos e bactérias", acrescenta Kelly Braga.

Escova de dentes:  o ideal, indicam os dentistas, é trocar a escova de dente de três em três meses. O tipo de escova recomendado é que seja de cabeça pequena e macia, pois a limpeza consegue ser feita com maior eficácia. E caso você tenha ficado doente, por exemplo, não é necessário trocar a escova depois, a não ser que seja uma doença infecto-contagiosa. "A pessoa já vai se medicar, e o corpo já se torna imune àquela bactéria", explica Jaqueline Milleo, da Clínica de Estética Odontológica.

Aquecedores: o recomendado, a partir da instalação, é fazer a manutenção de oito em oito meses. Mas há uma tolerância que pode ser feita anualmente, conta Luciano Pacheco, da 3B Aquecedores. E acrescenta: "a vida útil depende da utilização do aparelho e do tipo de aparelho, mas em média a troca de um aquecedor deve ser feita de 12 a 15 anos". O valor para a manutenção varia de R$ 80 a R$ 100.

Mangueira do gás de cozinha: "A validade deverá estar escrita na própria mangueira. Devemos observar também as condições gerais de uso (não pode estar esmagada, dobrada e com vazamentos). Há, também, a necessidade de verificação do regulador de pressão de gás", explicou o cabo bombeiro militar Marcos de Souza Hammes.

A mangueira não pode estar instalada próxima a um equipamento e/ou fonte de calor;

Ao sentir cheiro de gás num ambiente, não acenda ou apague luzes, não risque fósforos, abra imediatamente as portas e as janelas para arejar;

Instale o seu botijão fora da cozinha em local ventilado, procurando usar tubulações metálicas;

Use espuma de sabão para testar o vazamento.

Fonte: Hagah
 

 

  • Imprimir

Notícias relacionadas

Augusto Perez dá toque de originalidade em decoração de cobertura

O designer de interiores Augusto Perez executou a decoração de uma ... Leia mais >


Gaiolas na decoração

Esqueça a velha concepção de que gaiolas servem apenas para prender... Leia mais >


Oh Oh Dominó

Sabe aquele jogo de dominó guardado na gaveta? Veja que lindo objet... Leia mais >


Inspiração do dia: varandas!

As varandas são espaços muito especiais na casa da gente. Na maiori... Leia mais >


A escada (e a casa!) é dos cachorros

Morada traz adaptação para caninos do casal  Cães tratados a pã... Leia mais >